O corpo humano armazena gordura nas células adiposas, e a maior parte do tecido adiposo (gordura) localiza-se abaixo da pele, em uma camada denominada subcutâneo. A lipoaspiração atua na gordura subcutânea promovendo o remodelamento de áreas específicas do corpo, removendo o excesso em regiões definidas e, desta forma, melhorando o contorno corporal.
É importante ressaltar que a lipoaspiração não é um tratamento para obesidade e não substitui a pratica do exercício físico e os bons hábitos alimentares. O procedimento possui protocolos rígidos de segurança, que devem fazer parte da rotina da boa prática médica das equipes cirúrgicas.
Mais informações.

Lipoescultura:

A gordura lipoaspirada pode ser enxertada em outras regiões do corpo, com o objetivo de dar volume e realçar determinadas áreas do contorno corporal ou até mesmo da face. A gordura poderá sofrer processos de absorção parcial e não se integrar por completo. Como este fenômeno de “pega” do enxerto de gordura é de carácter biológico, não temos como prever o exato volume do enxerto que irá integrar e eventualmente poderá ser necessário um retoque pós-operatório, que é realizado entre seis meses e um ano após o primeiro procedimento.