contornoAbdominoplastia:

É indicada para a remoção do excesso de gordura e pele do abdome, melhorando desta forma o aspécto de flacidez da região. Permite também a correção do afastamento dos músculos do abdome, tão comum após as gestações ou emagrecimento importante. Pode ser associada com a lipoaspiração, promovendo melhoria considerável no contorno da região abdominal. Lembramos que a abdominoplastia não corrige estrias, embora possam ser removidas as que estiverem localizadas na região da pele que será removida pelo procedimento. Mais informações.

Braquioplastia:

Reduz o excesso de pele e de gordura entre as axilas e o cotovelo, remodelando o braço e promovendo contorno mais suave ao mesmo. Importante ressaltar que ficarão cicatrizes e que as mesmas são condições biológicas de desfecho variável. Mais informações.

Cruroplastia:

É indicado para o remodelagem da região central das coxas, quando a flacidez cutânea não acompanha o emagrecimento e a sobra de pele traz incômodos estéticos significativos, até para a deambulação. Mais informações.

Gluteoplastia:

O contorno da região glútea pode ser melhorado através do enxerto de gordura. A gordura lipoaspirada pode ser enxertada nos glúteos com o objetivo de dar volume e realçar a silhueta local, o enxerto (gordura) poderá sofrer processos de absorção parcial e não se integrar por completo.

Como este fenômeno de “pega” do enxerto de gordura é de carácter biológico, não temos como prever o exato volume de integração e eventualmente poderá ser necessário um retoque pós-operatório, que é realizado entre seis meses e um ano após o primeiro procedimento.